sexta-feira, 16 de maio de 2008

Uma vida de estrelas


Um dia olhei para as minhas estrelas e agradeci, o meu desejo fora concedido. Agora o mesmo desejo tornou-se uma lição. Uma noticia que se espalhe pelos jornais e que todos os dias aparece na 1º página. Um aviso que jamais se tornará um simples acto de escolha entre o melhor e o pior, o certo e o errado, o correcto e o incorrecto. Um olhar de revés, uma atitude que empesta os poucos dias de vida que temos, e que só eu vejo porque só eu sou assim....porque não olhas para ti, dizes tu, e só olhas para mim...Uma sensação de infortúnio que perdura e nunca mais passará. Quem me dera ser como tu, dizes-me também, afinal de contas tu não me queres, queres ser como eu! Para seres como eu seria uma lição pesada demais, foi para mim acredita, e quando disse aqui estou, já não estava, tinha demorado tempo demais, por isso não queiras ser como eu, almeja ser melhor que eu, isso sim será um feito, por feitiço ou não, mas será uma grandiosa acção.

bUbULET@

2 comentários:

Sade_Gras disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Sade_Gras disse...

Numa lição existe sempre pontuação, e neste momento é necessario um ponto final paragafo e começar numa nova linha uma nova lição.
Es tudo para mim boboleta.